Esu fala de Compromisso e Conclusão

Esu, o tópico compromisso e conclusão veio a minha mente. Gostaria de falar sobre esses assuntos? Espero sua conexão e seu conhecimento.

Jess, estou aqui. Eu sinto que é hora de falar sobre coisas específicas que envolvem a sua pergunta. Esse tópico já foi ponderado e aludido brevemente antes. Esse é um assunto um pouco complexo em termos de como as pessoas olham essa questão e de como isso cabe no plano de Cristo Miguel Aton em cooperação com a Terra. 

As pessoas que habitam a Terra geralmente pensam que compromisso é render-se aos desejos dos outros. Eles acham as ideias dos outros mais racionais ou inspiradoras e sentem que suas próprias percepções são inadequadas quando colocadas em comparação. Eles se sentem inseguros com suas próprias percepções e procuram, nas ideias dos outros, a segurança do que fazer.

Isso está fora de equilíbrio. Uma pessoa não entende a verdadeira necessidade que o outro tem, não importa o quanto seja analítico ou perspicaz. O ato de impor uma ideia a alguém é tão errada, quanto uma pessoa ignorar suas próprias ideias, por achar que a de outra pessoa é melhor do que a sua. Dessa forma, o que acontece é,  alguém não toma a responsabilidade sobre sua própria vida e em contra partida, o outro estará assumindo muita responsabilidade sobre a vida de outrem sem uma razão válida. 

Cristo Miguel Aton pede que a sua criação entenda o link entre eles e se esforce para explorar a sua existência, na Terra, dentro dos parâmetros que ele determinou. Os que estão encarnados tem livre arbítrio, mas suas escolhas na maior parte variam entre abraçar a sua conexão com o Criador e viver de acordo com o seu plano ou rejeitar o link claro que ele oferece e se debater em uma vida levada na contra mão de as suas bençãos. Tudo mais, na verdade, evolui dessas duas opções.

Cada um desses cenários é definido pelo grau de aceitação que se tem do Criador. O conceito de responsabilidade tem um papel interessante nessas escolhas.  Aqueles que reconhecem a sua união com Cristo Miguel Aton encontram uma variedade de escolhas que expande exponencialmente. Toda a Criação está ligada ao seu Criador e a ciência que um indivíduo tem de ser conectado a tudo que existe trás um senso de profunda harmonia e realização. Todas as decisões estão corretas quando em alinhamento com Cristo Miguel Aton. O sentir constantemente essa ligação faz o indivíduo crer em sua própria percepção e escolhas.

Essa profunda convicção sobre idoneidade de decisões permite um indivíduo tomar a total responsabilidade por suas escolhas e decisões. Tudo isso é determinado em um dialogo com o Criador e assim todas as ações tomadas terão um resultado apropriado. Esse indivíduo, que tem segurança em si mesmo, não necessita de opiniões ou do domínio de outro para determinar que direção tomar. 

Indivíduos que não escutam os conselhos de seu Criador assumem o controle de suas vidas sem a segurança de que estão fazendo a melhor escolha. Resultados imediatos podem parecer uma grande conquista, mas as premissas para essas decisões e ações subsequentes estarão desconectadas das intenções do Criador. O resultado final é sempre um fracasso, porque está fora de harmonia com o plano de Cristo Miguel Aton para seu universo.

Indivíduos que não consultam com o seu criador não levam a sério as responsabilidades que envolvem uma encarnação. A mensagem de Cristo Miguel Aton deve espalhar-se globalmente nesse momento, mas ainda há alguns que  entendem  pouco de como a Terra deveria funcionar. Aqueles que escolhem ignorar seus desejos agora não tem mais lugar na unidade da criação. Como Cristo Miguel já chegou a conclusão, esses dias de desarmonia e desequilíbrio estão no fim.

Em face dessa determinada realidade, a noção de compromisso é diferente. O verdadeiro compromisso para um indivíduo vem através da conscientização de seu papel dentro do plano do Criador.  Fator importante também é o conhecimento de que o propósito de um indivíduo não é mais importante do que o do outro. Estar certo de seu compromisso permite a um indivíduo completa responsabilidade. Todas as escolhas responsáveis são feitas após um dialogo com o Criador para confirmar a  idoneidade delas. Uma vez que as opções tenham sido discutidas, um indivíduo poderá escolher livremente qual o curso que quer seguir em determinada situação, dadas todas as possibilidades de influências que poderão causar mudanças dentro dessas escolhas. O Criador não dita os termos de decisões e nem determina as ações subsequentes; ele somente aprova ou desaprova as intenções da seleção.

Uma vez a escolha tenha sido feita, as ações escolhidas devem ser seguidas. O Criador mantém o seu apoio mesmo que a escolha seja inapropriada para o propósito de um indivíduo. A Criação dá forma a ideia, e ao homem é permitido ser co-criador na Terra através de sua natureza de livre arbítrio. O homem pensa no contexto de sua existência e seleciona o curso da ação.  Procedendo corretamente, ele também deve ser responsável por suas decisões e os seus resultados. Muitas vezes ele não o é. O desfecho de suas escolhas podem ser então,  ilógicos e inesperados. Para evitar isso, a tarefa do homem é tornar-se consciente do quanto é importante que a sua escolha atinja o seu próprio propósito individual, dentro deste mundo criado. Na maior parte das vezes ele não consegue seguir com as intenções do Cristo miguel Aton.

A noção de conclusão é uma consequência natural ao compromisso. Uma vez que a pessoa assume o compromisso com uma ideia, o conceito toma corpo e forma. Mesmo que o resultado final varie, existe uma conclusão. Se alguém está tomando uma decisão  que tenha conexão com o seu Criador e tenha a consciência de seu papel individual na criação, suas escolhas mostrarão um compromisso forte, com as intenções de Cristo Miguel Aton para com ele. As escolhas, a sequência de eventos e o resultado final refletem o que o homem quer alcançar para seu criador. As suas ações reconhecem o seu criador, de maneira completa ou desdenhosa.

Se alguém ignora as intenções de Cristo Miguel Aton, seu compromisso é somente com ele mesmo. Os resultados que ele alcança satisfazem somente o seu ego. Esse foco em si mesmo é sem harmonia e sem equilíbrio com as intenções da Terra e desse universo. O poder de sua conquista muitas vezes cria um bloqueio impedindo outros de procurarem discernir seu próprio link com o Criador. Todos devem ser capazes de reconhecer sua conexão individual sozinhos, mas o poder persuasivo daquele guiado pelo ego é, as vezes, uma atração muito forte para poder ser combatida.  Poucos conseguem reconhecer a desarmonia que o curso de suas ações cria, com o seu próprio propósito individual. Muito poucos são capazes de de rejeitar a atração que esse apelo fora deles tem, em seu, ainda não desenvolvido, senso de individualidade (o seu eu).

Em contraste a essa penetrante corrosão do propósito, Trabalhadores da Luz devem tomar para si a tarefa de criar exemplos de uma vida centrada em decisões equilibradas e ações alinhadas. Quando existe a consciência do seu propósito individual é essa consciência que vai fabricar os parâmetros de sua exploração, e não os limites impostos pela cultura ou por aqueles no poder. O compromisso reconhece a conexão, mas não restringe a escolha. O Criador quer vivenciar a sua criação por inteiro e espera que sua criação descubra tudo que for possível. O homem tem uma gama de escolhas que  permite ao Criador vivenciar seu universo através dele, nenhum limite é imposto em seu alinhamento com o Criador. As possibilidades são infinitas e os resultados são além da imaginação.

Esu

Tradução: Lucia Gualdi

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anti-spam: complete the taskWordPress CAPTCHA